O que é um plano de negócios para ONG e qual a sua importância?

Descubra O Que é Um Plano De Negócios Para Ongs E Qual é A Sua Importância Post - Contabilidade no Itaim Paulista - SP | Abcon Contabilidade

Descubra o que é um plano de negócios para ONG e qual é a sua importância!

Descubra a importância de desenvolver o correto plano de negócios para a sua ONG e se mantenha distante de problemas que podem acabar com o seu sonho de auxiliar uma causa nobre

Atualmente, o Brasil se depara com um enorme aumento da quantidade de instituições do Terceiro Setor que fomentam as possibilidades sociais àqueles que nunca às tiveram.

No entanto, tendo em vista este aumento exponencial, é preciso ser mais e fazer muito mais para garantir destaque e segurança ao seu sonho. 

Sendo assim, desenvolvemos este artigo sobre plano de negócios e, é claro, destacando suas pormenoridades e importâncias para o bem-estar e crescimento constante e saudável da sua ONG.

O que é um plano de negócios?

Pode-se dizer que o plano de negócios é marco inicial da sua ONG. Portanto, ele é definido como sendo o documento que reúne todas as informações pertinentes sobre a sua atuação no terceiro setor antes mesmo de você iniciá-la. 

Sendo assim, é importante esclarecer o fato de que, apesar de o plano de negócios não ser um documento obrigatório no processo de abertura, somente ele será capaz por ao menos 70% das suas chances de sucesso ao “levantar uma bandeira” a fim de auxiliar a população. Ou seja, o plano de negócios tem tanta importância quanto qualquer outro documento de caráter obrigatório que deva ser entregue ao Fisco, por exemplo.

Em suma, para que seja possível desenvolver essa demonstração, você deverá passar por três fases imprescindíveis, visto que elas abordam todos os tópicos, aspectos e pormenoridades que deverão ser levantadas. São elas

  • Levantamento de dados;
  • Análise das informações coletadas; e
  • Desenvolvimento do plano de negócios. 

Esta última, apesar de se tratar exatamente da junção das informações em um único documento, não descarta as duas primeiras, tendo em vista que, pulando-as, se torna impossível efetivar seus objetivos o que, consequentemente, agregará ao seu plano de negócios características do achismo e da falta de embasamento.

Mas… 

O que considerar ao desenvolver um plano de negócios?

Tendo em vista a enorme importância destacada no tópico anterior, o plano de negócios engloba informações e dados muitos específicos que possibilitaram não apenas um processo de tomada de decisão mais assertivo, mas, da mesma forma, um conhecimento sobre todo o grupo de possibilidades e riscos atrelados ao desenvolvimento da sua ONG. 

Em caráter geral, as averiguações de pesquisa que devem constar no documento são: 

  • Estudo dos serviços oferecidos;
  • Análise Mercadológica;
    • Matriz SWOT;
  • Estrutura Gerencial;
  • Estrutura Operacional;
  • Plano Financeiro;
  • Plano de Marketing;
    • Consumer Insight;
    • Plano de comunicações.
  • Plano de Implantação e Riscos;
    • Análise;
    • Adaptação;
    • Ativação; e
    • Avaliação.
  • Análise de Viabilidade;
  • Análise de Localização.

Desta forma, baseado na enorme quantidade de referências, é de suma importância contar com o apoio de especialistas que possa te auxiliar no prosseguimento do plano de negócios para que, assim, os dados estejam embasados e não haja a possibilidade de surpresas no decorrer do caminho.

Para muito além do plano de negócios, uma gestão fortalecida é o que garantirá que sua ONG seja bem-sucedida!

Considerando o seu grande entendimento, agora, sobre o plano de negócios, seria impossível não destacar o fato de que ele é o marco zero da sua ONG e, como tal, estabelece o início de novos posicionamentos e estratégias.

Contudo, somente ele não será capaz de garantir toda a segurança e desenvolvimento constante e sustentável que você procura.

Portanto, desde o processo de abertura da sua entidade do Terceiro Setor, torna-se necessário implementar formas claras de fomentar o seu sucesso, além, é claro de gerir de maneira correta todos os pormenores que envolvem a sua atuação.

Sendo assim, se torna imprescindível o apoio de profissionais com o conhecimento e expertise necessária para garantir regularidade fiscal, bem como a isenção de taxas e tributos garantidas às ONGs com completo compliance, por exemplo. 

Desta forma, caso precise do auxílio de quem conhece as suas dificuldades e sabe o caminho para saná-las, entre em contato conosco.

Será um enorme prazer poder auxiliá-lo e, consequentemente, à sociedade como um todo.

Fonte: Gestão Terceiro Setor

Você pode gostar também

Categorias

Menu
Recomendado
O PRESIDENTE DA MESA DO CONGRESSO NACIONAL, cumprindo o que…